O SANTÍSSIMO SACRAMENTO

 

Alimentai vossa fé:

1º Tendo um grande respeito por Jesus Eucarístico. O respeito exterior é a adoração do corpo, é a profissão pública de nosso amor, é a flor da caridade. Quando não se respeita mais o que se amava, o amor está morto. Respeitai tanto mais Jesus Eucarístico quanto mais Ele Se esconde, quanto mais Ele Se humilha para vir a nós com toda a simplicidade de Seu Amor. Era o que dizia São Bernardo: ‘Quanto mais Jesus Se aniquila por mim, tanto mais Ele me é querido e venerável.’

Um príncipe para honrar um de seus pobres súditos se disfarça pobremente como ele, a fim de chegar a ele como seu igual. Este príncipe, respondei-me, não é mais digno de respeito e de amor do que se ele viesse visitá-lo com a pompa real? Eis o que faz Jesus: Indenizemo-LO, pois, por meio de nosso respeito por toda a glória da qual Ele Se despojou, a fim de tornar o Seu encontro conosco mais fácil e mais amável.

Faltar ao respeito para com Jesus Eucarístico é uma dessas faltas que são punidas imediatamente pela retirada das graças de devoção. Jesus, então, nos pune calando-Se, deixando-nos na frieza espiritual. Ainda somos felizes se permanecemos fiéis com esta pena reparadora.

Quando estais na Igreja, sede como os Santos no paraíso, absortos no amor de Jesus; não presteis mais atenção ao que vos cerca, esquecei todo o resto para ocupar-vos somente de vosso Divino Mestre. Não seria uma injúria a uma pessoa importante que se vai visitar, em sua presença falar somente com seus servos, sobretudo sabendo que isto lhe desagradará?

2º Para alimentar vossa fé no Santíssimo Sacramento, meditai frequentemente sobre este Mistério de Amor; os outros mistérios são raios de verdade, mas a Santíssima Eucaristia é o Sol que ilumina e fecunda nossas almas. Além disso, como tendes a felicidade de comungar frequentemente, essa é a melhor meditação preparatória que possais fazer. Eu vos aconselharia a praticar a presença de Deus, meio tão útil e tão necessário para nossa santificação, em Jesus Eucarístico.

Em Jesus encontraremos o Pai e o Espírito Santo: é o Céu sobre a terra. Este modo de presença de Deus é muito fácil e muito simples, porque possui um lado sensível que pode ocupar todas as nossas faculdades. Ouso ir mais longe e dizer que a presença de Deus Eucarístico tem algo de mais consolador do que a simples presença de Deus. É que encontrais Jesus como companheiro de todos os estados de vossa alma: Ele sofreu, esteve desolado, foi perseguido. Como o pensamento segue o sentimento do coração, podeis sempre estar unidos a Jesus Eucarístico, não somente pela união da fé, mas ainda pela união do sentimento e do estado presente de vossa alma, união que chamo união de simpatia e que constitui a felicidade da vida.


 

3º Alimentai ainda vossa fé no Santíssimo Sacramento, fazendo d’Ele o centro de vossa devoção e de vossa vida. De acordo com essa regra, considerai vossas devoções particulares como meios secundários para alimentar e sustentar a devoção a Jesus Eucarístico.  Eu considero Jesus no Santíssimo Sacramento como o Oceano Divino onde todos os rios e riachos devem chegar e isto é razoável. Nesse sentido, amai as práticas piedosas, as próprias virtudes somente porque elas nos ornamentam e nos tornam mais agradáveis a Jesus Eucarístico.

Uma Santa amava seus olhos somente porque eles lhe proporcionavam a felicidade de ver as Santas Espécies, seu corpo porque ele se tornava o Seu tabernáculo vivo, sua língua porque ela era a condição da Santa Comunhão, a saúde porque com ela, ela podia visitar Jesus em Seu templo.

Enfim, fazei de Jesus Eucarístico o centro de vossa vida; tendes necessidade de um centro de vida para poderdes ser felizes. Oh! escolhei Jesus, é o centro mais perfeito e mais amável. Fazei d’Ele o centro de vossos pensamentos, de vossos desejos, de vossas ações, de vossas afeições secundárias e sereis sempre felizes. Qualquer outro centro pode vos faltar e vos deixar na desolação, nenhum outro centro pode vos satisfazer, mas o de Jesus Eucarístico é perpétuo, é infinito. Ah! Feliz a alma que colocou na Eucaristia sua felicidade e sua vida, é o céu na terra!”

(Obras Completas de São Pedro Julião Eymard / Volume XI)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *